Arquivo de outubro, 2010

Escrever em um blog na sexta feira é no mínimo divertido, afinal no momento dessa leitura você deve estar sonhando com o fim do dia.

Eu sempre estou esperando o fim de semana, seja na segunda ou na sexta feira, o sábado é espetacular e o domingo muito bom.

E quando meu bolso deixa, bebo uma cerveja especial , pois beber por beber não dá, não sou manguaceiro.

Nessas horas gosto de coisa gostosa, aprecio coisa especial, é nessa categoria que se encaixa uma beleza irlandesa em termos de cerveja.

A GUINNESS é mais que uma cerveja.

Beber um pin, um copo, é um momento muito gostoso. Deve ser feito com carinho, olhando a bebida.

Tem fim de semana que gostaria de estar em Barcelona, Paris, Viena, Roma, Bruxelas ou Londres, nessas horas minha companheira dentro do copo é a GUINNESS.

Se você chegou até aqui na leitura, pare, observe ao seu redor se tem alguém legal para convidar para uma cerveja, se tiver convide, se não tiver ligue, mas não deixe de matar a vontade que vai te dar ao olhar a foto abaixo.

 

Pensei, pensei e pensei o que escrever nesse post, hoje já é quinta feira, dia da semana que lembro de minha infância, lembro de minha avó e de meu pai.

Das conversas, do carinho e de um tempo muito gostoso.

O tempo foi passando, os costumes se aprimorando, as manias chegando.

Outro dia, no supermercado, correndo de um lado para outro, procurando coisas gostosas, dei de cara com um produto que me fez parar, sorrir e quase chorar.

Estou falando da GROSELHA MILANI.

Logo estava lembrando de meu velho pai, o Reynaldo preparando a sua groselha com leite que eu particularmente nunca gostei, mas vá lá cada um tem suas manias.

Lembrei das jarras de groselha para tomar com os amigos após o jogo de futebol na rua.

Lembrei do Osvaldo, um grande amigo que só tomava groselha com agua com gás e limão, alias uma delicia, essa eu recomendo

Lembrei do sorvete de creme com calda de groselha.

Lembrei de momentos felizes e gostosos que hoje estão em minha mente.

Ah. Comprei sim , a GROSELHA MILANI no supermercado, estou digitando esse post, com um copão ao meu lado, igual aquele que me refrescava no começo dos anos 80.

Click abaixo e escute o jingle:

MILANI

Estou escrevendo novamente sobre o Camarões, sempre fui um fã ardoroso desse icone de Natal.

Após escrever meu post de domingo recebi um comentário muito simpatico de Thiago Lajus do restaurante, que me enviou a foto acima clicada pelo fotografo Ricardo Junqueira.

E por isso resolvi dividir  essa sensação com você.

Afinal vou sempre ao Rio Grande do Norte e teria motivos para escrever o dia todo sobre uma das cidades mais agradaveis que visitei.

As belezas naturais são impressionantes, mas tem uma hora do dia que a natureza é colocada em outro plano.

É chegada a hora de ir para o Camarões.

Vou falar de minhas experiencias:

Começo com o pastel de camarão depois paro no cardapio e começa a duvida: o que escolher, que duvida cruel.

Por isso vou sempre mais de uma vez.

É um divino delirio de sensações do paladar.

Uma experiencia de temperos e sonhos.

Essa é uma gostosa sugestão visite Natal e vá ao Camarões depois venha deixar sua opinião!

Agora se você não pode ir a Natal… suba e veja novamente a foto, se na hora do almoço ou do jantar , você não lembrar do Camaroes…

 

 

Ontem, dia 25 de outubro foi dia do macarrão, eu como descendente de italianos não vivo sem uma bela massa.

Desde pequeno fui criado no meio de molho de tomate, manjericão, queijo parmesão e vinho.

As delicias vinham de todas as partes e casas, tinha a nonna, a mamma, ah que bons tempos.

Tempos de molhar o pão no molho, de ficar ao lado do fogão esperando a hora de saborear aquela gostosura.

Consigo sentir o aroma, consigo sentir a textura, a temperatura, comer uma bela massa antes de se alimentar e um passeio rumo ao sabor.

Comi, belas massas na Itália, não comi belas massas na França, me senti em casa em Gramado, me senti deslocado em Genebra, mas a pasta estava sempre comigo.

Sempre acompanhado de uma taça de vinho.

Ontem foi dia de bavettine al pesto rosso, talvez um dos meus preferidos.

Você deve estar se perguntando, pesto rosso ? e o macarrão tradicional?

Respondo para homenagear o dia do macarrão, resolvi comer um mais elaborado, mais sofisiticado, mais, mais gostoso.

O molho pesto surgiu em Genova é um molho composto de folhas de manjericão amassadas com azeite, alho e sal, muito gostoso.

Fiquei mais velho, mais exigente, mais interessado, o Bavettine al pesto rosso é tudo isso e muito gostoso.

Que viajar para mim é um prazer, isso todo mundo sabe.

Já visitei vários lugares interessantes e dessa vez resolvi prestigiar a Azul.

Quando se fala em aviação aqui no Brasil, o brasileiro fica com um pé atrás.

Estive em Natal e fui de Azul, foi ótimo, gostoso e tudo perfeito.

Atendimento, tripulação e serviço de bordo bem profissional.

Espero que novas rotas me levem a novas aventuras e Azul é uma ótima companhia.

A Holanda é um pais maravilhoso e cheio de atrativos espetaculares.

Em cada passeio uma descoberta para nosso intimo.

Nas caminhadas, na contemplação da paisagem maravilhosa, chegamos a Amsterdam.

A capital é deslumbrante, o antigo combina com o novo, a natureza com a tecnologia.

É nessa hora que vale dar uma parada e beber uma HEINEKEN bem gelada.

A cerveja, que é cara da Holanda, é uma instituição, ah ! quando você for a Amsterdam visite o Museu Heineken, um passeio maravilhoso.

Agora, se você não está na Holanda, beba uma bem gelada e sonhe com momentos bem gostosos

Sempre gostei de musica.

Musica de qualidade.

Tenho alguns ídolos no cenário musical internacional e um deles resolveu me presentear com um novo álbum.

Phil Collins está lançando um novo trabalho, Going Back , que chegou já mostrando muita qualidade.

Você deve estar se perguntando o que Phil Collins tem de gostoso

Nada.

Já sua musica…assista ao clip e deixe seu comentário.

GOING BACK tem uma sonoridade espetacular, ouça, assista, sinta a musica Girl.

Se você ficar com as pernas paradas, marque o médico, pois você está precisando de um check up